ECONOMIA

Oferta restrita de gado terminado em MT faz arroba subir 39%

Publicados

em

Mato Grosso exportou 8% menos carne bovina em setembro em relação a agosto de 2020

A oferta restrita de bois gordos para abate em Mato Grosso este ano fez com que a arroba tivesse expressivo aumento no Estado, informou o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), em boletim divulgado na terça-feira (13/10). “Este cenário, somado às exportações em níveis mais elevados, está fazendo com que os preços da arroba permaneçam na tendência altista”, complementou.

Segundo o instituto, desde maio de 2020 – quando as cotações começaram a se recuperar da queda abrupta dos meses mais críticos da pandemia – até a primeira semana de outubro, a arroba do boi gordo a prazo já acumulou alta de 38,78%. Nesta terça-feira, encerrou o dia a R$ 245,77, alta de 0,58%, segundo o indicador do boi gordo para Mato Grosso do Imea.Igualmente, a arroba da vaca gorda a prazo teve forte valorização no período, de 42,02% – hoje, encerrou a R$ 236,03 (+0,95%).

“Mais recentemente, no comparativo entre a primeira semana de setembro com a primeira de outubro, verifica-se que as arrobas mais uma vez subiram, desta vez 10,15% para a do boi e 10,68% para a da vaca, com preços médios de R$ 242,67 e R$ 232,07, respectivamente”, diz o instituto, acrescentando que a valorização continuou pautada na “alta procura por animais para abate”.

Leia Também:  Autorizado o início das obras da Ferrovia que vai ligar Mato Grosso a Goiás

Em razão da escassez de animais terminados, as escalas de abate também ficaram mais curtas em Mato Grosso, com 5,7 dias, recuo semanal de 0,29 dia e 1,03 dia a menos que em igual período de 2019.

Exportações

No mesmo boletim, o Imea fez um balanço das exportações de carne bovina mato-grossenses em setembro, com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia. Segundo o Imea, Mato Grosso exportou 8% menos carne bovina em setembro em relação a agosto de 2020, embarcando ao exterior no mês passado 41,56 mil toneladas equivalente-carcaça (TEC).

Segundo o Imea, o recuo ocorreu por causa das menores compras de países do Oriente Médio – tradicionais parceiros comerciais do Brasil -, que adquiriram 15,37% menos carne bovina de Mato Grosso em setembro ante agosto; do Egito, com 31,87% menos compras, e da Rússia, com uma queda expressiva de 70,36%.

fonte: globo rural

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Projeto do governo prevê benefício às empresas que contratarem ex-presidiários em MT

Publicados

em

Por G1 MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA