ECONOMIA

Com greve dos Correios, consumidores devem ficar atentos aos prazos de entrega

Publicados

em

Diante da greve dos servidores dos Correios, que já dura um mês, o Procon Estadual relembra aos consumidores o compromisso de pagarem suas contas em dia, mesmo sem receber suas faturas em casa. Além disso, reforça os cuidados com os prazos de entrega de produtos adquiridos pela internet ou telefone.

A primeira providência a ser tomada por parte do consumidor é entrar em contato com o fornecedor através do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), solicitando um meio alternativo para receber a fatura. Isso evita eventuais cobranças de multas e juros ou o cancelamento do serviço. O consumidor deve contatar a empresa antes do vencimento da fatura.

Atraso na entrega das faturas 

Os fornecedores que enviam as contas por correspondência são obrigados a oferecer ao consumidor outras alternativas de acesso à fatura, como: segunda via digital, encaminhamento do código de barras via e-mail ou SMS, entre outros. Caso a empresa não ofereça outro meio de pagamento após o contato, a data de vencimento deve ser adiada.

Leia Também:  Mais de R$ 150 milhões investidos em obras na Educação

Atraso na entrega de mercadorias 

O comércio eletrônico têm a responsabilidade de entregar as encomendas dentro da data estipulada no momento da compra. Por isso, o consumidor sempre deve se atentar à data de entrega, se está clara e registrada por escrito, para que  os devidos direitos possam ser requeridos caso ocorra atraso.

As empresas que utilizam o serviço de entregas dos Correios são responsáveis por encontrar outra forma para que os produtos sejam entregues aos consumidores dentro do prazo. Aos fornecedores, a solução mais viável é procurar serviços de entrega alternativos aos do Correios e o custo desse serviço pode ser repassado ao consumidor, desde que acordado no momento da compra.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Mais 5,2 milhões de brasileiros recebem novas parcelas do auxílio emergencial

Publicados

em

ais 5,2 milhões de pessoas recebem novas parcelas do auxílio emergencial nesta terça-feira (22). A Caixa vai liberar o saque em dinheiro para 3,6 milhões de beneficiados nascidos em fevereiro, do ciclo 2 do calendário de pagamento, que poderão resgatar da 1ª à 5ª parcela de R$ 600, dependendo da data que entraram no programa.

Além do saque que pode ser feito nas agências da Caixa, em caixas eletrônicos e lotéricas, a transferência dos valores, via aplicativo Caixa Tem, para outras contas também estará liberada para esse grupo.

Outro 1,6 milhão do Bolsa Família, com NIS final 4, vai receber a primeria parcela extra do auxílio de R$ 300. O pagamento desse grupo, o primeiro a receber as parcelas residuais, segue o calendário regular do programa e vai até o dia 30, para os que têm o NIS final 0.

 

Para os demais grupos, ainda não foi definido pelo Ministério da Cidadania, mas deverá ser incluído no calendário organizado por ciclos de crédito em conta digital e saques em espécie até o final do ano. Os beneficiários recebem a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento.

Leia Também:  Projeto de lei sugere a utilização de drones no combate às queimadas em MT

 

O auxílio foi criado para a população de baixa renda e trabalhadores informais enfrentarem a crise provocada pela pandemia de coronavírus. De três parcelas, passou para cinco de R$ 600 cada, no caso de mãe chefe de família, R$ 1.200. Agora mais quatro com valor menor, de R$ 300, serão pagas até dezembro. O benefício já foi pago a 67,2 milhões de pessoas, num total de mais de R$ 200 bilhões.

fonte: gazeta digital

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA