ESPORTES

Entenda por que o Palmeiras não pede adiamento de jogos mesmo com surto de Covid-19 no clube

Publicados

em

O Palmeiras não cogitou pedir o adiamento da partida contra o Goiás, neste sábado, às 21h, fora de casa, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, mesmo diante do desfalque de 17 jogadores do elenco infectados pelo coronavírus.

O clube vem sofrendo com o surto da Covid-19 nos últimos dias. Contra o Ceará, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, foram 15 desfalques por conta da doença. Mesmo assim, a diretoria não chegou a colocar pedidos de adiamento como possibilidade.

Isso porque o Palmeiras acredita que o protocolo que foi aprovado pelas equipes, junto com a CBF, deve ser seguido, até para ser algo justo para todos os participantes das competições. Pedir para adiar uma partida seria ir contra algo que o próprio clube topou antes do retorno do futebol.

Além disso, a diretoria quer manter a coerência nesse aspecto, já que foi firme na posição de entrar em campo contra o Flamengo, há cerca de dois meses, quando o adversário passava pela mesma situação e tinha poucos jogadores à disposição.

Pedir adiamento agora seria algo incoerente na visão da direção.

A postura do Palmeiras nesse momento é enfrentar as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus e se virar da maneira que é possível enquanto o surto da doença no clube não passa.

Leia Também:  Covid-19: Anvisa autoriza importação de matéria-prima para vacina

A avaliação interna, inclusive, é que a comissão técnica de Abel Ferreira tem tido ótimo desempenho nesse sentido, já que não perdeu nenhum jogo, mesmo com os inúmeros desfalques recentes.

Somando lesionados e suspensos, além dos que testaram positivo para Covid, o Palmeiras terá 21 desfalques para o duelo com o Goiás, neste sábado, às 21h, pelo Brasileirão. O Verdão é o quinto colocado da competição, com 34 pontos.

Fonte: Globo Esporte

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Cuiabá vence Juventude e volta ao G4

Publicados

em

Em duelo direto pelo G-4 na noite desta terça-feira, o Cuiabá venceu o Juventude por 1 a 0 na Arena Pantanal e roubou a terceira colocação da Série B do time gaúcho. A partida foi válida pela 33ª rodada. O zagueiro Anderson Conceição, de cabeça, decretou o resultado ainda no primeiro tempo. A derrota pode ainda tirar o Ju da zona de acesso à primeira divisão ao fim da rodada.

O Cuiabá sobe aos 54 pontos e retorna ao G-4, na terceira posição. O Juventude cai para quarto, com 52, e pode ser ultrapassado pelo CSA ao fim da 33ª rodada.

O Cuiabá volta a campo na próxima segunda-feira diante da Ponte Preta. A partida será disputada às 17h, no Moisés Lucarelli. O Juventude faz o clássico gaúcho da Série B na terça, diante do Brasil de Pelotas, fora de casa, às 19h15.

O Juventude entrou na partida para tirar a velocidade das investidas do Cuiabá. E até que conseguiu segurar qualquer ímpeto ofensivo dos donos da casa. Aos quatro minutos, João Paulo obrigou boa defesa de João Carlos em cobrança de falta. Daí em diante, pouco aconteceu até os 33 minutos. Em cobrança de falta da direita, Rafael Gava encontrou Anderson Conceição, que subiu sozinho para cabecear bonito no canto direito, sem chances para Marcelo Carné. Como a estratégia ruiu na bola parada, os gaúchos tentaram se dosar para ajustar o plano no intervalo.

Leia Também:  Nova cepa da Covid-19 faz TJ fechar 14 comarcas em cidades de MT

Os visitantes não conseguiram ajustar o esquema de jogo no vestiário e voltaram em baixa rotação. O jogo ficou à feição do Cuiabá, que passou a administrar. Mas poderia ter matado a partida em dois lances quase seguidos. Aos 23, Jenison ficou com a bola limpa dentro da área e escorregou na hora de finalizar. Aos 25, foi a vez de Yago receber passe açucarado de Willians Santana e furar na hora de marcar. Tantas chances perdidas fizeram o Ju crescer. Aos 39, Everton dividiu com a defesa e acertou o travessão de João Carlos. Ainda sobrou tempo para Jenison e Yago perderem mais uma chance cada.

Se o primeiro tempo do Cuiabá não foi de encher os olhos, pelo menos teve eficiência. O Dourado pouco criou para tirar o zero do placar. Mas usou a bola parada para garantir a vitória, após cruzamento de Rafael Gava e cabeceio certeiro de Anderson Conceição. O placar magro recoloca o time matogrossense na zona de classificação à Série A.

Desfalcado, o Juventude pareceu sentir a falta de entrosamento da equipe, que pouco criou durante 90 minutos. Escapou de uma derrota mais elástica e só levou perigo aos 39 minutos do segundo tempo, em jogada individual de Everton que parou no travessão do Dourado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ARENÁPOLIS

NOTÍCIAS DA REGIÃO

POLICIAL

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA