ARTIGOS

MT deve receber a vacina contra a Covid-19 em janeiro, confirma governador

Publicados

em

Segundo Mauro Mendes (DEM), a informação foi oficializada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante reunião por videoconferência nesta tarde.

O governador Mauro Mendes (DEM) confirmou, nesta terça-feira (20) que Mato Grosso receberá o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 em janeiro de 2021.

Segundo o estado, a informação foi oficializada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante reunião por videoconferência nesta tarde.

Durante a reunião, que contou com a maioria dos governadores do país, as empresas que têm desenvolvido a vacina atualizaram os cronogramas, capacidade de produção e o estágio de desenvolvimento das vacinas.

De acordo com o ministro, as primeiras 46 milhões de doses serão da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac.

A testagem da vacina chinesa contra a Covid-19 começou a ser feita neste mês pelo Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá, como centro aplicador.

A primeira voluntária a receber a dose foi a médica infectologista do HUJM, Giovana Volpato Pazin Feuser.

Nesta fase, está sendo disponibilizada somente a voluntários profissionais de saúde, que são mais expostos aos vírus.

Leia Também:  Com ameaça de segunda onda, Bolsonaro recomenda ‘tratamento precoce’ para Covid-19

A distribuição a todos os estados ocorrerá em janeiro de 2021. Serão distribuídas outras 15 milhões de doses em fevereiro e mais 40 milhões em junho.

Já no segundo semestre do próximo ano, a previsão é que sejam disponibilizadas mais 165 milhões de doses da vacina desenvolvida pela empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e Fiocruz.

Os primeiros a receberem as doses serão os profissionais da Saúde e as pessoas que se enquadram nos grupos de risco.

Em seguida, toda a população será vacinada gratuitamente por meio do Plano Nacional de Imunizações (PNI).

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou, até esta terça-feira (20), 137.287 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso e 3.744 óbitos em decorrência da doença.

Do total, 14.404 estão em isolamento domiciliar e 118.568 estão recuperados.

fonte: G1 MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ARTIGOS

Covid-19: Anvisa autoriza importação de matéria-prima para vacina

Publicados

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou hoje (28) a importação, em caráter excepcional, da vacina CoronaVac na forma de produto intermediário, ou seja, não envasado. O insumo é fabricado pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Por meio de nota, a agência informou que a solicitação de importação da matéria-prima para fabricação da vacina foi feita pelo próprio Butantan. A CoronaVac ainda não tem registro no Brasil. “Os estudos ainda estão em andamento e não existe previsão de data para a vacinação”, ressaltou a Anvisa.

Testes clínicos

A CoronaVac está na terceira fase de testes clínicos. Como a Anvisa já havia aprovado a ampliação do estudo para 13 mil voluntários, o governo paulista decidiu ampliar o número de centros de pesquisa. Na fase atual, metade dos participantes recebe a vacina e a outra metade, placebo.

Caso a última etapa de testes comprove a eficácia da vacina, o acordo entre a Sinovac e o Butantan prevê a transferência de tecnologia para produção do imunizante no Brasil.

Eficácia

Para comprovar a eficácia da vacina, é preciso que pelo menos 61 participantes do estudo, que tomaram placebo, sejam contaminados pelo vírus. A partir dessa amostragem, é feita então uma comparação com o total dos que receberam a vacina e, eventualmente, também tiveram diagnóstico positivo da covid-19.

Leia Também:  Eleição suplementar confirma Edilson Sampaio na presidência da Câmara de Diamantino

Se o imunizante atingir os índices necessários de eficácia e segurança, será submetido a uma avaliação da Anvisa para registro e só então a vacina estaria liberada para aplicação na população.

Fonte: EBC Saúde
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA