MATO GROSSO

Taxa de ocupação de UTIs sobe para 92,9% e só restam 37 vagas em Mato Grosso

Publicados

em

A taxa de ocupação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 92,97% em Mato Grosso e só restam 37 vagas intensivas, conforme dados do boletim epidemológico, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na tarde deste domingo (13). Foram contabilizadas 27 mortes nas últimas 24 horas. Até hoje foram registrados 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.417 óbitos.
Foram notificadas 407 novas confirmações de registros de coronavírus no Estado. Dos 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.872 estão em isolamento domiciliar e 401.968 estão recuperados.
Atualmente, 489 estão internados em UTIs públicas e 344 em enfermarias públicas. E a  taxa de ocupação está em 92,97% para UTIs adulto e em 40% para enfermarias adulto. No total, 1.657 pacientes estão hospitalizados com a doença no Estado.
Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.294), Rondonópolis (31.259), Várzea Grande (29.186), Sinop (20.792), Sorriso (14.770), Tangará da Serra (14.712), Lucas do Rio Verde (13.096), Primavera do Leste (10.959), Cáceres (9.222) e Alta Floresta (8.158).
O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial. ( Com Assessoria)
Fonte: RDnews/Bárbara Sá
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Quantidade de raios pode aumentar até 30% em MT
Propaganda

MATO GROSSO

Pais ou responsáveis que optarem por não mandar alunos para escolas terão que assinar termo de responsabilidade em MT

Publicados

em

Por

Estudantes atendidos exclusivamente de forma remota terão sua presença computada, considerando: 25% da frequência, ao retirar as atividades e 75% da frequência, ao devolver as atividades.
Após o anúncio feito pelo governo estadual sobre o retorno das aulas presenciais a partir de terça-feira (03/08), os pais ou responsáveis que optarem por não mandar seus filhos para a escola terão que assinar um termo de responsabilidade.
No termo, os pais ou responsáveis se comprometem a retirar e devolver as atividades no período estipulado pela escola; acompanhar a rotina de estudos; apoiar e incentivar o estudante na realização das avaliações; incentivar a participação nos simulados, para estudante matriculado no ensino médio; incentivar a participação no concurso de redação, para estudante matriculado no 3º ano do ensino médio. Em caso de atividades que o estudante não consiga desenvolver, deverá ser registrada por este uma observação para o professor.
Quanto aos estudantes com comorbidades, a orientação é que continuem em atividades 100% remotas, mas a participação presencial poderá ocorrer desde que o responsável assine um termo de autorização na unidade escolar.
Estudantes atendidos exclusivamente de forma remota terão sua presença computada, considerando: 25% da frequência, ao retirar as atividades e 75% da frequência, ao devolver as atividades.
Como vai funcionar
Os alunos serão divididos em dois grupos. Nos dias 2 e 3 de agosto a Seduc realiza lives inaugurais de volta às aulas na modalidade híbrida, voltadas a todos os servidores.
O acolhimento aos estudantes começa na quarta-feira (04.08), em revezamento elaborado por cada unidade escolar. Na primeira semana, os alunos serão recebidos em dias alternados. Eles foram divididos em Grupo A e Grupo B. A divisão foi feita por cada unidade escolar, responsável pela comunicação aos pais.
No dia 04 de agosto vão para as escolas os estudantes do Grupo A. No dia 05 será a vez dos estudantes do Grupo B. Esses dois dias serão fundamentais para que os estudantes conheçam como as escolas vão funcionar.
A partir do dia 10 de agosto começa o revezamento semanal. Desta forma, do dia 10 ao dia 14 de agosto estarão de forma presencial os integrantes do Grupo A. Na semana seguinte, dos dias 17 a 21, será a vez dos estudantes do Grupo B. E assim consecutivamente.
Na semana que o estudante não estiver em atividade presencial, terá estudo dirigido. É importante ressaltar que pais e responsáveis poderão visitar as escolas e tirar dúvidas. Para isso, é necessário fazer agendamento com a direção da unidade escolar para evitar aglomerações.
Segundo o governo estadual, mais de R$ 170 milhões foram investidos em biossegurança e infraestrutura física, na área pedagógica e tecnológica. Todas as unidades possuem plano de contingência contra a Covid-19, receberam as orientações sobre a nova forma de funcionamento e todas as medidas que precisam ser adotadas em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus.
Fonte: Agitos Mutum
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Preço de frutas e verduras sobe mais de 150% em Mato Grosso
Continue lendo

ARENÁPOLIS

NOTÍCIAS DA REGIÃO

POLICIAL

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA