MATO GROSSO

Unemat abre vestibular com 1.000 vagas

Publicados

em

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) lança edital para o seletivo simplificado com oferta de 1.000 vagas para cursos na modalidade Educação a Distância, para matrícula no período letivo de 2021/1. São oferecidos sete cursos, para 34 turmas em 25 municípios do estado, onde há polos de apoio presencial UAB/Unemat.

São eles: Administração Pública (nos polos de Alto Araguaia, Arenápolis, Cáceres, Ribeirão Cascalheira e São Félix do Araguaia), Artes Visuais (nos polos de Água Boa, Cuiabá, Primavera do Leste, Sapezal e Sorriso), Geografia (Aripuanã, Barra do Bugres, Campo Verde, Pontes e Lacerda e São Félix do Araguaia), História (Alto Araguaia, Colíder, Jauru, Juína e Lucas do Rio Verde), Letras (Canarana, Cuiabá, Nova Xavantina, Porto Esperidião e Vila Rica), Matemática (Canarana, Comodoro, Jauru, Porto Esperidião e Vila Rica) e Pedagogia (Água Boa, Barra do Bugres, Diamantino, Guarantã do Norte e Sapezal).

Sistema de ingresso

A Unemat reserva 60% das vagas de todos os cursos aos estudantes que cumpriram integralmente o ensino médio em escola pública. Essas vagas são destinadas a candidatos negros, indígenas, portadores de deficiência e demais estudantes de escola pública, conforme quantidade prevista no edital.

Leia Também:  MT tem 2 mil vagas de emprego abertas

Nos cursos de licenciaturas, há também reserva de vagas para professores da rede pública de ensino, em exercício, sem formação inicial em nível superior ou que não possuam formação na área em que atuam. Confira documentação necessária no item 4 do Edital.

Inscrições

As inscrições são realizadas somente pela internet no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

Antes de efetivar a inscrição, o candidato deverá escrever a Carta de Intenção. No ato da inscrição deverá marcar: opção do curso e polo ao qual pretende concorrer, anexar fotografia atual e carta de intenção.

Isenção de taxa

O prazo de inscrição com isenção de taxa é de 25 a 28 de janeiro.

A Unemat aceita inscrições gratuitas para candidatos nas seguintes condições: com renda familiar inferior a dois salários mínimos, doador regular de sangue ou Profissional Técnico da Educação Superior. Para cada caso, há documentos de comprovação específicos para serem anexados no ato da inscrição. Confira documentação necessária no item 8 do Edital.

A inscrição com pagamento da taxa no valor de R$ 60 deve ser feita via internet, no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular, de 18 de janeiro a 14 de fevereiro.

Leia Também:  Prefeitura de Barra do Bugres – MT divulga Concurso Público com 173 vagas disponíveis;

Processo seletivo

A seleção será constituída da avaliação da Carta de Intenção. Ela deverá ser escrita de forma objetiva, clara e concisa, conforme modelo e orientações disponibilizadas no anexo do edital. O documento deverá ser anexado no ato de inscrição.

O período letivo dos cursos na modalidade Educação a Distância terá início no dia 03 de maio. Todas as publicações referentes ao Processo Seletivo Simplificado serão divulgadas no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Próximo governador nomeará 9 desembargadores no TJ de MT

Publicados

em

Por

Enquanto no Congresso Nacional se inicia a possibilidade trazer de volta à tona, a discussão da chamada “PEC da Bengala”, com o aumento da idade máxima para magistrados se aposentarem, ou até a sua revogação, em Mato Grosso a aposentadoria compulsória por idade de desembargadores do Tribunal de Justiça (TJ) só ocorrerá em 2024.

Atualmente, o magistrado que completa 75 anos é obrigado a se aposentar da carreira. Em Brasília, uma ala do Congresso, defende a revogação desse Emenda Constitucional, para que a aposentadoria ocorra aos 70 anos. Já outra ala, defende o aumento da idade máxima dos magistrados se aposentarem, para 80 anos, sendo apelidada de “PEC do Fraldão”.

Caso o atual critério seja mantido, no TJ mato-grossense, os desembargadores Paulo da Cunha, Pedro Sakamoto e Rondon Bassil Dower Filho, completarão a idade em 2024, abrindo assim 3 vagas para que novos magistrados sejam empossados na Corte estadual. Já em 2025, serão as vezes de Guiomar Teodoro Borges, Luiz Ferreira da Silva, Maria Aparecida Ribeiro e Sebastião Moraes Filho. Um ano depois, Juvenal Pereira da Silva e Maria Erotides Kneip, terão que deixar a toga.

Leia Também:  Pesquisa aponta de 12,5% dos mato-grossenses já contraíram Covid

Se a conta for levada ao ‘pé da letra’, o próximo governador de Mato Grosso pode nomar até 9 desembargadores durante o mandato. Já os últimos a se aposentarem por esse critério, serão, Marcos Machado, que é o desembargador mais jovem com 51 anos, Marilsen Andrade, 58, Helena Maria Bezerra, 59, e Gilberto Giraldelli, João Ferreira Filho, Mário Kono e Serly Marcondes Alves, todo com 60 anos.

A PEC da Bengala foi promulgada em maio de 2015 durante o 2º mandato da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), após 10 anos de tramitação no Legislativo.  Atualmente, parlamentares bolsonaristas estudam a revogação da PEC para que ministros do STF se aposentem compulsoriamente e, assim, presidente Jair Bolsonaro poderá indicar novos ministros.

O grupo também defende uma proposta para que ministros da Corte Suprema tenham mandato de 10 anos apenas, e não vitalício como sempre foi.

Fonte:Folhamax

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA