Mundo

Corpo de jovem não se decompôs

Publicados

em

Na última quinta-feira, 1º, a internet ficou impressionada com fotos de um jovem de 15 anos deitado de olhos fechados, aparentemente dormindo. Com a pele rosada e trajes esportivos, muitos se assustaram ao saber que Carlo Acutis está, na verdade, morto há 14 anos.

O jovem britânico morreu em 12 de outubro de 2006, após lutar contra uma leucemia. Ele, que era católico e documentava a religiosidade através de um blog, é chamado por muitos de “padroeiro da internet”. Um milagre no Mato Grosso do Sul, em 2010, foi atribuído à ele — que será beatificado no próximo dia 10.

O corpo de Carlo Acutis vai ficar exposto para visitação até o dia 17 de outubro na região da Úmbria, no centro da Itália. Por conta da pandemia, telões serão espalhados pela cidade de Assis para evitar aglomerações no local. Ainda assim, cerca de 3 mil peregrinos devem ir ao Santuário do Despojamento. De acordo com o Vaticano, os membros se encontram em bom estado de conservação, apesar de ter passado por um processo de “recomposição” não especificado pela Igreja.

Leia Também:  Corpo em decomposição é encontrado na zona rural de Tangará da Serra

Em 2010, o Vaticano reconheceu um milagre atribuído ao jovem no Brasil. Na época, uma criança com problemas graves de saúde foi curada após o avô ter tocado as roupas de Carlo, que estavam expostas em uma paróquia de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Antes de morrer, Carlo Acutis desejou que seus sofrimentos fossem oferecidos a Deus, ao Papa Bento XVI e à Igreja. Seu testemunho comoveu toda a Itália, onde ele se tornou modelo de santidade.

Fonte:JOVEM PAN

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mundo

Família presume morte de parente, congela corpo e descobre 20 horas depois que ele estava vivo

Publicados

em

Balasubramanian Kumar estava doente e acamado há algum tempo, por isso, na segunda-feira (12)

Um idoso de 74 anos passou cerca de 20 horas em uma câmara mortuária após seus parentes presumirem que ele havia morrido. O caso ocorreu em Kandhampatti, no Sul da Índia.

Balasubramanian Kumar estava doente e acamado há algum tempo, por isso, na segunda-feira (12), quando viram que ele não estava se movendo, familiares imaginaram que ele não havia resistido.

A família encomendou um dispositivo para conservar o corpo a fim de realizar uma cerimônia fúnebre, mas no dia seguinte a despedida, quando um funcionário foi até a casa do “morto” para recolher a câmara, percebeu que o idoso apresentava sinais vitais.

De acordo com o jornal “Daily Mail”, a polícia foi chamada ao local e agora está investigando parentes do idoso, que podem responder por não terem feito um exame médico adequado antes de declarar a morte de Kumar. O subinspetor da Polícia de Sooramangalam, Rajasekaran, disse ao jornal “The Independent” que os parentes podem ser acusados de conduta negligente e por terem colocado em perigo a vida do idoso.

 

Leia Também:  Venezuela recebe doses da vacina russa para nova fase de testes

Fonte: Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA