POLICIAL

Acusada diz que aproveitou buraco feito por cão para enterrar filho de 5 meses

Publicados

em

O delegado da Delegacia de Polícia Civil de Porto Velho, Rondônia, Dr. Yuri Medeiros, responsável pela prisão de Ramira Gomes da Silva, 22 anos, mãe do bebê Brian, que foi encontrado morto com braços e pernas arrancados enterrado no quintal de casa, relatou ao “JK Notícias” as primeiras declarações da dela sobre o crime.
Ela contou que aproveitou um buraco feito por um cachorro debaixo do tanque no quintal de casa para enterrar o próprio filho.
O recém-nascido foi encontrado e desenterrado por uma cadela Pitbull, que pertence à vizinha de Ramira, na manhã dessa segunda-feira (17/05), na Rua Itajaí, bairro Benjamin Raiser, em Sorriso (420 km da Capital).
Dr. Yuri Medeiros explicou a importância de ouvir a acusada logo no primeiro instante da prisão, quando o depoimento seria feito no calor da emoção e que essas primeiras informações seriam de extrema importância no decorrer das investigações tanto para desacreditar ou creditar a versão dada por ela.
De acordo com o delegado, a mulher alegou que “foi dormir na noite anterior à morte de Brian. Por volta das 2h acordou, amamentou e trocou a roupa do filho e voltou a dormir. Às 5h acordou novamente e quando olhou o recém-nascido no berço, ao lado da cama dela, teria encontrado o filho roxo e sem vida. Nesse momento, levada pela emoção e sem raciocinar direito, enterrou o filho no quintal, no local onde o cachorro já havia feito um buraco para se abrigar, em baixo de uma instalação (tanque), e ela aproveitou o mesmo buraco para enterrar Brian”.
Yuri questionou o fato de a criança ter sido desenterrada com o corpo todo mutilado, faltando braços e pernas. Ramira não teria conseguido explicar como teria acontecido isso e afirmou que enterrou o corpo do filho inteiro.
O delegado ressaltou que em casos de morte natural, como já houve casos, ainda mais se tratando de uma mãe, o impulso é de chamar o resgate, acionar a polícia ou correr com a criança nos braços até ao hospital esperando que o bebê seja salvo.
O que não aconteceu nesse caso, quando a mãe decidiu enterrar o próprio filho no quintal de casa, reação que desacredita todo o depoimento de Ramira sobre morte natural e o fato dela desconhecer a mutilação no corpo da criança.
Durante o depoimento na delegacia de Porto Velho, segundo o delegado, Ramira falava friamente sobre o assunto. Porém, após ser mostrado fotos da criança e tudo que já havia sido apurado pela polícia em Sorriso, a mulher começou a chorar. Yuri disse que não sabe definir se ela ficou emocionada ao lembrar do filho ou por medo da prisão.
A prisão
Ramira foi presa na manhã desta terça-feira (18) na cidade de Porto Velho, em Rondônia, no momento em que se preparava para fugir de balsa para o Amazonas.
De acordo com as investigações da delegacia de Sorriso (420 km da Capital), a acusada teria deixado o município na sexta-feira (14/05), a caminho de Cuiabá, onde seguiu viagem para Rondônia. Há desconfiança de que o intuito era se refugiar na Boilívia.
Os investigadores estavam monitorando as redes sociais da procurada e constataram que ela estava colocando alguns ‘pertences’ à venda na internet em Porto Velho, constatando que a ‘procurada’ estava na cidade e possibilitando a detenção dela nesta manhã.
Uma equipe da Delegacia de Sorriso seguirá para Porto Velho para buscar a mulher para ser ouvida e responder todas as perguntas ainda sem respostas sobre o caso.
Entenda o caso
O corpo esquartejado de um bebê identificado como Brian, aproximadamente 5 meses, foi desenterrado do quintal de uma casa, no início da tarde desta segunda-feira (17/05), por uma cadela Pitbull na Rua Itajaí, bairro Benjamin Raiser, em Sorriso (420 km da Capital).
De acordo com a vizinha da residência, ela encontrou o corpo após a cadela desenterrar e arrastar o cadáver no quintal.
A testemunha relatou que na casa morava a mãe da criança, R.G., e uma ‘amiga’, que dividiam os custos da residência.
Explicou que Ramira tinha um bebezinho e que o recém-nascido desenterrado pelo Pitbull provavelmente seria o filho da vizinha ‘desaparecida’.
De acordo com as primeiras informações, R.G. estaria em viagem e o recém-nascido ficado aos cuidados de uma babá. No entanto, vizinhos teriam relatado à polícia que R.G. foi vista na casa ainda no domingo.
Os peritos analisaram as condições em que o corpo foi encontrado, sendo os braços arrancados a partir do cotovelo, pernas cortadas na altura do joelho e uma lesão na cabeça, além de estar em avançado estado de decomposição. Ainda periciaram a casa e o quintal para coletar evidências que determinem as circunstâncias do fato.
Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia, que vai determinar a causa clínica da morte.
“Infelizmente uma cena deplorável. Tem um bebê enterrado embaixo do tanque, amputado, está bem inchado e é algo que choca a gente que está acostumado a ver de tudo. É muita maldade, quantas pessoas querem ter um filho e não conseguem. Por que uma pessoa dessa não doa, prefere matar e enterrar. O crime não vai ficar impune, a mãe já foi identificada, agora vai ter investigação para saber o envolvimento dela e da amiga. A mãe foi viajar, mas já disseram que ela esteve aqui ontem. A polícia está em cima e vai descobrir”, falou o investigador Roberto Pinto à imprensa local.
Fonte: Repórter MT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  URGENTE: PRESO O SUSPEITO DE TER MATADO MARIA JOSÉ DA SILVA, ENCONTRADA MORTA EM NOVA MARILÂNDIA
Propaganda

NOTÍCIAS DA REGIÃO

PM flagra 250 pessoas em festas clandestinas e confisca carros de som em Nova Olímpia

Publicados

em

Por

CANAVIAL
Duas festas com aglomeração de 250 pessoas foram fechadas na madrugada deste domingo (13/06) na cidade de Nova Olímpia, a 211 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, os eventos clandestinos eram realizados em um canavial e em uma chácara e são contra as medidas de enfrentamento à Covid-19.
De acordo com a PM, foram apreendidos dois veículos com equipamentos de som usados nas festas, uma motocicleta e quatro aparelhos de som. A fiscalização contou com apoio da Vigilância Sanitária.
Cinco pessoas que organizavam os eventos foram detidas e encaminhadas à delegacia para prestar esclarecimentos.
Covid-19 em MT
Segundo dados da SES, até este sábado (12/06), MT tem 427.572 casos confirmados da Covid-19, sendo registrados 11.390 mortes em decorrência do coronavírus.
Foram notificadas 1.001 novos caos de Covid-19 e 24 mortes nas últimas 24 horas. Dos 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.788 estão em isolamento domiciliar e 400.171 estão recuperados.
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,19% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.
Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.250), Rondonópolis (31.210), Várzea Grande (29.177), Sinop (20.758), Sorriso (14.750), Tangará da Serra (14.607), Lucas do Rio Verde (13.090), Primavera do Leste (10.954), Cáceres (9.221) e Alta Floresta (8.131).
Fonte: G1 MT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Adolescentes em regime socioeducativo fazem motim em MT devido a água quente em bebedouro em dia de calor de 42,7ºC
Continue lendo

ARENÁPOLIS

NOTÍCIAS DA REGIÃO

POLICIAL

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA