POLICIAL

Bicheiros de SP “lavam” forturna em fazenda de MT, revela Gaeco

Publicados

em

Propriedade está na cidade de Dom Aquino

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Bauru (SP) deflagou nesta quarta-feira (25) uma operação de combate à lavagem de dinheiro proveniente do jogo do bicho na região centro-oeste paulista. Os alvos são organizações criminosas que estariam ligadas a famílias de Marília e Ibitinga. Foram cumpridos mandados de buscas em diversos endereços das cidades de Marília, Ibitinga, Borborema e Dom Aquino (MT).

Segundo a investigação do Ministério Público, as organizações criminosas promovem a lavagem de dinheiro proveniente do jogo do bicho realizado em dezenas de cidades do Centro-Oeste do estado de São Paulo, além de outros estados. O crime ocorreria em dezenas de cidades, entre elas: Bauru, Marília, Ibitinga, Agudos, Borborema, Duartina, Piratininga, Lins, Guarapuava, Itajobi, Itápolis, Piracicaba, Ribeirão Preto, Guarulhos, Matão, Pompeia, Ribeirão do Sul, Tupã, Taquaritinga, Jaboticabal, Paraguaçu Paulista, Pereira Barreto, Teodoro Sampaio, Itaporanga, Maringá.

Segundo balanço do Gaeco foram apreendidos R$ 300 mil em cheques, mais de R$ 500 mil em dinheiro, veículos, diversos materiais relacionados ao jogo do bicho, computadores e celulares. O Gaeco informou ainda que foi determinado o sequestro de bens dos envolvidos avaliados em mais de R$ 10 milhões e bloqueio de imóveis e carros.

Leia Também:  Suspeito de roubo é identificado e motocicleta recuperada em Rondonópolis

Segundo as investigações, o primeiro grupo, liderado por uma família com negócios em Ibitinga e Bauru, promove a lavagem de dinheiro por meio de produções rurais dissimuladas, situadas nos estados de São Paulo e Mato Grosso, movimentando milhões de reais provenientes do jogo do bicho. Já o segundo grupo, liderado por uma das famílias de Marília, mantém diversas empresas com operações dissimuladas, além de propriedades rurais e holding patrimonial, por meio das quais promovem a lavagem de vultosa quantia proveniente do jogo do bicho.

Por fim, o terceiro grupo, liderado por outra família de Marília, promove a lavagem de dinheiro por meio de holding patrimonial que, ao longo dos anos, formou patrimônio imobiliário expressivo. O cumprimento dos mandados da operação que recebeu o nome de “Sunset” tem o apoio da Polícia Militar e está em andamento.
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Operação policial apreende cédulas falsas

Publicados

em


Data 30/12/2020

Horário: 10H00MI
Local : AV. GOV JULIO CAMPOS

Natureza :
MOEDA FALSA

Resumo:
ESTA GU PM, APÓS RECEBER INFORMAÇÃO DE UMA FUNCIONÁRIA DO BANCO SICRED QUE É UMA LOJA QUE E CREDENCIADA , DOMINADA RECANTO DO TERERE SITUADA NA AVENIDA GOV JULIO CAMPOS  NA CIDADE DE DENISE ESTARIA UM RAPAZ TENTANDO EFETUAR O PAGAMENTO DE BOLETOS COM UMA QUANTIA DE 1.900,00 REAIS , ESTA GUPM DESLOCOU ATE O LOCAL ONDE ESTAVA O SUSPEITO , O MESMO DISSE QUE ESTARIA FAZENDO UM FAVOR EM PAGA OS BOLETOS PARA UMA SEGUNDA PESSOA DO SEXO MASCULINO FOI FEITOS RONDAS PELA CIDADE MAS O MSM NÃO FOI ENCONTRADO SENDO ASSIM FOI CONFECCIONADO O B.O PM E O O SUPEITO( W.T.C ) FOI CONDUZIDO PARA DEL POL DE BARRA DOS BUGRES PARA PROVIDÊNCIAS QUE O CASO REQUER .

SUSPEITO : W.T.C DO SEXO MASCULINO

MATERIAL APREENDIDO

19 cédulas de cem reais

– 3° SGT PM Bruno

– SD PM Douglas

BO 2020.321114

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Abílio revela "convite" a vice de França para ser secretário em Cuiabá
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA