MATO GROSSO

Homem perde R$ 1 milhão após sofrer extorsão nas redes em MT

Publicados

em

Homem de 53 anos procurou a Polícia Civil para denunciar que está sendo vítima de extorsão e ameaças graves pelas redes sociais. A motivação não foi informada, mas desde que começou o ato, já perdeu quase R$ 1 milhão.
De acordo com as informações, o homem que é morador do interior de Mato Grosso contou que está sendo extorquido há algum tempo por diversas pessoas quais ele desconhece.
Segundo ele, os criminosos usam redes sociais, mandam mensagens de texto e até áudios usando grave ameaça para tirar dinheiro do homem. A motivação usada pelos bandidos não foi informada à reportagem.
Vítima deixou com a polícia o número dos telefones usados pelos criminosos, bem como dados bancários para onde o dinheiro é transferido. O valor já extorquido da vítima pode ultrapassar R$ 1 milhão. O caso é investigado.
Fonte: Folha Max
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Reconhecimento, aprendizado e confraternização marcam o Dia da Policial Militar
Propaganda

MATO GROSSO

Deputado apresenta projeto para isenção de pedágio à profissionais da educação da rede pública

Publicados

em

Por

Proposta visa garantir a gratuidade para os servidores que precisam se deslocar de uma cidade à outra

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) apresentou, em novembro, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Projeto de Lei nº 1074/2021, que isenta os profissionais da educação da rede pública estadual de ensino, do pagamento de pedágio rodoviário em todo Estado, quando esse profissional tiver que se deslocar de um município à outro para trabalhar.

Segundo Barranco, o objetivo principal do PL é garantir o direito ao trabalho, da maneira mais correta possível, para esses profissionais e lhes dar mais tranquilidade sem saber que irão gastar diariamente para irem até o trabalho.

“Os valores cobrados nos pedágios pesam no orçamento doméstico de qualquer cidadão, sobretudo quando este cidadão se desloca diariamente entre municípios que possuem praça de pedágio. Por isso a isenção da cobrança se faz necessária, pois existe uma grande quantidade de servidores da educação que necessitam se deslocar de uma cidade a outra, muitas vezes utilizando carros próprios, para o exercício de suas funções legais”, justificou o parlamentar.

Leia Também:  Deu no Repórter MT – Assassino esfaqueia homem, arranca e guarda dentes de vítima

Para serem beneficiados com a isenção, os servidores terão de comprovar que são proprietários do veículo e devem estar em dia com suas atividades profissionais. Toda a documentação terá de ser apresentada aos órgãos de fiscalização. “Isso valoriza os profissionais que se deslocam até outros municípios para colaborar em áreas fundamentais da sociedade, como saúde e educação”, declarou Barranco.

Fonte:PEDRO LUIS VELASCO DE BARROS / Gabinete do deputado Valdir Barranco

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ARENÁPOLIS

NOTÍCIAS DA REGIÃO

POLICIAL

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA