POLÍTICA

Mauro chama Emanuel de mentiroso e nega financiar 2º turno de Abílio

Publicados

em

O governador Mauro Mendes (DEM) rebateu declarações do prefeito de Cuiabá e candidato à reeleiçao, Emanuel Pinheiro (MDB), de que está usando a máquina pública para financiar a candidatura de Abílio Brunini (Podemos). Emanuel e Abílio disputam o comando do Palácio Alencastro, neste segundo turno.

“Esse prefeito é conhecido historicamente como um grande mentiroso”, declarou Mendes durante evento de inauguração do raio 6 da Penitenciária Central do Estado (PCE), na manhã desta sexta-feira (20).

Na noite de quinta-feira (19), em reunião com apoiadores, o prefeito falou que o governador de Mato Grosso está fazendo uso de dinheiro do estado para ajudar na campanha de Abílio. Emanuel voltou a repetir chamando inclusive Mauro de padrinho do vereador, em entrevista ao programa Tribuna, da Rádio Vila FM, na manhã desta sexta-feira (20).

“O nosso adversário vendia que fazia uma campanha franciscana, uma campanha humilde, que não tinha condições de gastar. Agora, contratou uma das maiores produtoras e um dos maiores marqueteiro para administrar a campanha de segundo turno”, falou Emanuel fazendo referência a um possível “apadrinhamento do governador e com uso de dinheiro público”

Leia Também:  Juiz mantém propaganda que mostra madrasta de Abílio como 'fantasma'

Fonte: Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Vereador de MT é alvo do Gaeco por supostas fraudes em licitação

Publicados

em

A Unidade Regional do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Rondonópolis deflagrou nesta segunda-feira (23), em Primavera do Leste, a Operação Afeto. O trabalho conta com o apoio do Gaeco de Cuiabá e busca auxiliar investigação realizada pela 1ª Promotoria de Justiça Cível de Primavera do Leste. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência e no gabinete de um vereador do município, nas empresas Nova Service e Top Service, além da estação e almoxarifado onde são guardados os veículos e maquinários das empresas investigadas.

De acordo com o Gaeco, a investigação apura fraudes em licitação envolvendo empresas registradas em nome da esposa e do enteado do parlamentar investigado. Há indícios de que o vereador atue junto ao município promovendo o direcionamento de licitações, visando o favorecimento de familiares que supostamente operam como “laranjas”.

Entre os anos de 2016 a 2020, as duas empresas alvos da operação movimentaram mais de R$ 4 milhões de verbas públicas por meio de contratos celebrados com o município. Entre os serviços contratados, estão transportes escolares, locações de máquinas e caminhões, varrição, recolhimento de resíduos, obras de engenharia, calçamentos, entre outros.

Leia Também:  Mauro diz que ativação da radiocomunicação digital “é um marco na segurança pública” em MT

Segundo o Gaeco, o nome dado à operação realizada nesta segunda-feira é uma alusão aos laços de parentesco e amizade do vereador com as empresas supostamente favorecidas pela prefeitura.

Fonte: Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA