POLÍTICA

Zaque diz estar pronto para o TJ, mas acha assunto prematuro

Publicados

em

O promotor de Justiça Mauro Zaque afirmou que está preparado para assumir uma cadeira de desembargador no Tribunal de Justiça de Mato Grosso na vaga dedicada ao quinto constitucional.

O Poder Judiciário abriu nove novas vagas para desembargadores no início deste ano. Destas, duas serão dedicadas ao quinto constitucional – uma para membros do Ministério Público do Estado e outra para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Zaque foi questionado pela imprensa acerca de estar preparado para assumir o posto, e garantiu que sim.

“Lógico, mas também tenho colegas de grande valor e competência e estão preparados também. Mas temos que ter a vaga, não há o que se falar em eventual disputa se não houve a vaga”, afirmou o promotor.

Nos bastidores, Zaque é um dos mais lembrados pelos colegas para ocupar a cadeira. Apesar disso, o promotor evitou tecer comentários sobre a postulação.

“Primeiro tem que abrir a vaga. Enquanto essa vaga não for aberta, tudo que se fala é especulação. A gente não tem parâmetro para avaliar. Torço para que isso aconteça logo”, disse.

Leia Também:  Justiça manda excluir fake news contra Kalil, Hazama e Lucimar

Outros nomes

Conforme apurado pelo MidiaNews, além de Zaque há ao menos seis membros do órgão – entre promotores e uma procuradora – que estão interessados na cadeira.

No primeiro grupo estão os promotores de Justiça Arnaldo Justino, Adriano Augusto Streicher, Wesley Sanches Lacerda, Lindinalva Rodrigues e Márcia Furlan. No segundo, a procuradora é Eunice Helena Rodrigues.

Fonte: Midia News

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Governador Mauro Mendes defendeu aulas presenciais em MT

Publicados

em

Por

O governador Mauro Mendes (DEM) rebateu as críticas direcionadas ao Governo de Mato Grosso pela determinação de aulas híbridas na rede pública de educação a partir do dia 3 de agosto. Mauro avaliou que, apesar do retorno provocar aumento de pessoas nos transportes públicos, os jovens já não estão isolados em casa.
“Esses jovens, podem ter certeza que nenhum deles está em casa. Jovem deve estar no bairro, nos ônibus, andando, circulando, brincando nos campos. Eles estão tendo uma vida normal. E tem que voltar à vida normal nas escolas também, com toda a segurança. Têm que voltar a circular”, comentou o governador nesta semana.
Na baixada cuiabana, por exemplo, pelo menos 80 mil estudantes poderiam voltar a usar, diariamente, o transporte público, se decidirem aderir ao retorno presencial. Por ser na modalidade híbrido, ou seja, com aulas na escola e online, porém, os estudantes não são obrigados a retornar. Por conta disso, Mauro reconheceu que a circulação de pessoas deve aumentar. Entretanto, pontuou que todos os outros setores já voltaram às atividades.
“Claro que é mais um público circulando, com certeza, mas o princípio da razoabilidade e do bom senso que mostra que nós precisamos retomar a vida com normalidade. Isso vale para a escola também. Se está valendo para todo mundo, por que não vale para a escola também? Essa é a lógica que estamos usando”, questionou.
O governador ainda destacou que, pelo Plano Nacional de Imunização, jovens abaixo dos 18 anos não se vacinam contra a covid-19, citando que, estatisticamente, a taxa de contaminação desse público seria mais baixa.
Outro argumento do gestor foi que a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) já fez uma pesquisa com os estudantes e identificou que a maioria seria favorável ao retorno presencial das aulas. Segundo o levantamento, divulgado no início do ano, 69% dos estudantes questionados querem retornar às escolas, seja com ensino presencial (43%) ou com ensino híbrido (26%). Foram ouvidos mais de 1,1 mil estudantes.
“A gente sabe que esses alunos estão tendo uma vida normal, e vão ter uma vida mais normal ainda”, finalizou Mauro.
Pelo planejamento da Seduc, as aulas híbridas iniciam no dia 3 de agosto com uma série de mudanças. A recomendação da Pasta, por exemplo, é que os alunos cheguem próximo do horário das aulas, para evitar aglomeração no pátio. Além disso, as merendas serão entregues na sala de aula, em intervalos entre as aulas.
A Seduc também informou que será restringido o acesso dos estudantes, sendo que as escolas devem funcionar com, no máximo, 50% da capacidade.
Fonte: Repórter MT
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Decreto proíbe trajes decotados e transparentes no Palácio Paiaguás
Continue lendo

ARENÁPOLIS

NOTÍCIAS DA REGIÃO

POLICIAL

ESPORTES

MAIS LIDAS DA SEMANA