POLÍTICA

Zaque diz estar pronto para o TJ, mas acha assunto prematuro

Publicados

em

O promotor de Justiça Mauro Zaque afirmou que está preparado para assumir uma cadeira de desembargador no Tribunal de Justiça de Mato Grosso na vaga dedicada ao quinto constitucional.

O Poder Judiciário abriu nove novas vagas para desembargadores no início deste ano. Destas, duas serão dedicadas ao quinto constitucional – uma para membros do Ministério Público do Estado e outra para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Zaque foi questionado pela imprensa acerca de estar preparado para assumir o posto, e garantiu que sim.

“Lógico, mas também tenho colegas de grande valor e competência e estão preparados também. Mas temos que ter a vaga, não há o que se falar em eventual disputa se não houve a vaga”, afirmou o promotor.

Nos bastidores, Zaque é um dos mais lembrados pelos colegas para ocupar a cadeira. Apesar disso, o promotor evitou tecer comentários sobre a postulação.

“Primeiro tem que abrir a vaga. Enquanto essa vaga não for aberta, tudo que se fala é especulação. A gente não tem parâmetro para avaliar. Torço para que isso aconteça logo”, disse.

Leia Também:  Candidato a prefeito de Nortelândia (MT) é preso suspeito de fazer boca de urna

Outros nomes

Conforme apurado pelo MidiaNews, além de Zaque há ao menos seis membros do órgão – entre promotores e uma procuradora – que estão interessados na cadeira.

No primeiro grupo estão os promotores de Justiça Arnaldo Justino, Adriano Augusto Streicher, Wesley Sanches Lacerda, Lindinalva Rodrigues e Márcia Furlan. No segundo, a procuradora é Eunice Helena Rodrigues.

Fonte: Midia News

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Vereador de MT é alvo do Gaeco por supostas fraudes em licitação

Publicados

em

A Unidade Regional do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Rondonópolis deflagrou nesta segunda-feira (23), em Primavera do Leste, a Operação Afeto. O trabalho conta com o apoio do Gaeco de Cuiabá e busca auxiliar investigação realizada pela 1ª Promotoria de Justiça Cível de Primavera do Leste. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência e no gabinete de um vereador do município, nas empresas Nova Service e Top Service, além da estação e almoxarifado onde são guardados os veículos e maquinários das empresas investigadas.

De acordo com o Gaeco, a investigação apura fraudes em licitação envolvendo empresas registradas em nome da esposa e do enteado do parlamentar investigado. Há indícios de que o vereador atue junto ao município promovendo o direcionamento de licitações, visando o favorecimento de familiares que supostamente operam como “laranjas”.

Entre os anos de 2016 a 2020, as duas empresas alvos da operação movimentaram mais de R$ 4 milhões de verbas públicas por meio de contratos celebrados com o município. Entre os serviços contratados, estão transportes escolares, locações de máquinas e caminhões, varrição, recolhimento de resíduos, obras de engenharia, calçamentos, entre outros.

Leia Também:  Advogado desiste da Câmara e enfraquece chapa do PSL

Segundo o Gaeco, o nome dado à operação realizada nesta segunda-feira é uma alusão aos laços de parentesco e amizade do vereador com as empresas supostamente favorecidas pela prefeitura.

Fonte: Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA